Deus, Bob Marley, e uma mensagem para você


Todos os dias eu acordava pela madrugada, trocava de roupa e seguia para o carro, a fim de pegar a primeira condução para o Rio de Janeiro. Dava um beijo em minha esposa, nos meus filhos e saía sorrateiramente, preocupando-me em não fazer muito barulho e não incomodar seu sono.

Já no carro, eu o ligava e deixava circular o óleo pelo motor, ligava o aparelho de rádio, tocava o crucifixo, me benzia e começava minhas orações, enquanto a música seguia baixinho e o motor do carro aquecia, para somente então seguir em frente.


Em minhas orações eu pedia proteção e saúde a minha mulher e filhos, que eu fizesse uma boa viagem de ida e volta, agradecia por tudo – e com medo de ter esquecido alguma coisa – e para variar, pedia ajuda para resolver os problemas que eu já tinha e os que surgiriam.


Pois é. Nesse dia, como nos próximos a esse, eu pedia ajuda para um problema no trabalho que há meses me consumia; aguardava a resposta de um requerimento que havia feito, e que não tinha nenhuma expectativa de ser atendido, apenas esperança. E por mais que Ele tenha falado para não nos preocuparmos com o amanhã – nem os pássaros se preocupam, não é mesmo? - lá estava eu enchendo a paciência do Pai.


Foi então, que mesmo concentrado, a música que tocava no rádio me chamou a atenção a ponto de eu parar completamente a oração. Bob Marley entoava “Three little birds” (Três passarinhos) e os versos que se seguiram me causam arrepios até hoje. Bob dizia “Não se preocupe com qualquer coisa, porque cada pequena coisa vai ficar bem…” e mais à frente “Levantei esta manhã, Sorri com o sol nascendo, Três pequenos passarinhos, Pousaram na minha porta (…) cantando: Esta é minha mensagem para você”.


Estava claro: a mensagem era para mim! Eu não precisava me preocupar com nada. Benzi-me novamente, sorri desconcertado e agradeci. Segui minha viagem sem maiores percalços, e continuei minha rotina de acordar pela madrugada, ligar o carro e o rádio e fazer minhas orações. E toda vez eu me lembrava de Bob: Não se preocupe!


Cerca de duas semanas depois chegou a resposta do meu requerimento: deferido! Pode ser uma coincidência, eu sei que vão dizer isso. Mas eu acredito que Deus, Jesus, Alah,  Jeová, Jah – ou seja lá como você O chama – se comunica conosco todos os dias, perceba você, ou não. É como na cidade, olhar para o céu e ver poucas estrelas, justamente porque as luzes dos postes nos ofuscam. Lá na roça, nos rincões, onde há pouca luz,é possível ver muito mais estrelas.


Então sintonize os ouvidos e os olhos. As mensagens estão aí, por todos os lados, as respostas estão aqui, diante de nós e nem percebemos. Naquela madrugada foi Bob Marley, mas pode ser qualquer um, até mesmo três passarinhos cantando doces músicas, de melodias puras e verdadeiras.


Esta é minha mensagem para você. 

George dos Santos Pacheco
* Publicado na Revista Êxito Rio, em  14/01/2016.

Nenhum comentário:

Postar um comentário